Sob pressão dos servidores Governo deve anunciar hoje a data do pagamento - Hoje os servidores estaduais fazem ato de manifestação e amanhã é a vez dos servidores da Segurança Pública

O Sindicato dos Servidores da Saúde (Sind-Saúde), se reuniu ontem (04/06) em uma assembleia da categoria, no Hall da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), e ficou decido que a partir de hoje a categoria entrará em "estado de greve", pela volta do pagamento do salário no 5º dia útil, como havia prometido o Governador há alguns meses atrás.

Hoje (05/06) ocorrerá um ato unificado dos servidores do estado para a volta do pagamento no 5º dia útil. O ato começará às 9h da manhã em frente a CEMIG, na Av. Barbacena nº 1200, no bairro Santo Agostinho.

A diretora do Sind-Saúde confirma que "Apesar de não haver ainda informação oficial sobre a escala de pagamentos deste mês de junho, há rumores de que, novamente, os salários devem atrasar, e os parcelamentos que já duram mais de dois anos, permanecem". 

Apesar de não confirmado pelo Governo, há rumores entre os servidores que a primeira parcela do salário seria paga após o dia 20. Lembrando, que o pagamento da terceira parcela dos servidores atrasou mais uma vez, sob a alegação de falta de caixa do Estado.

Amanhã (06/05), às 14h, está previsto um ato de manifestação dos servidores da segurança pública na Praça da Liberdade, com as seguintes pautas de reivindicações:

1. Volta do pagamento no 5º dia útil;
2. Repasse dos valores devidos ao IPSM e ao IPSEMG;
3. Reposição das perdas inflacionárias, pois a categoria está há 3 anos sem reajuste.

Para evitar uma paralisação geral dos servidores o Governo, há rumores de que o Governo deve anunciar ainda hoje as datas do parcelamento, que deve continuar.


Parceria Citerol X Blog Polícia PELA ORDEM