Governador de Minas Gerais decreta ponto facultativo devido a falta de combustíveis - outros movimentos da sociedade organizada prometem aderir a protestos

O Governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, decretou na tarde dessa quinta-feira (24/05), ponto facultativo ao funcionalismo público estadual, devido a falta de combustível nos postos da Capital. Apenas os serviços essenciais serão mantidos. 

Segundo informações do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Minas Gerais (Minaspetro), 40% dos postos já estão sem combustível, o que corresponde a aproximadamente 1600 postos. 

A greve dos caminhoneiros já afeta supermercados, empresas e indústrias, além de serviços públicos. O Prefeito de Nova Lima também decretou a paralisação nas escolas da cidade.

O movimento dos caminhoneiros ganha força com o apoio da população de seguimentos organizados da sociedade. Na tarde dessa quinta-feira, vários motoristas de auto-escolas pararam o trânsito em protesto pelo aumento do preço dos combustíveis.

Nas redes sociais começam a surgir grupos chamando as pessoas a protestarem também contra o aumento do gás de cozinha e da conta de luz, prevista para aumentar em 23%.


Parceria Citerol X Blog Polícia PELA ORDEM