Atrasos nos repasses ao Judiciário: magistrados mineiros protestam contra governo estadual

Os atrasos verificados no repasse do duodécimo constitucional, pelo governo de Minas Gerais, ao Poder Judiciário estadual, tem irritado os magistrados mineiros, deixando-os  "perplexos e preocupados".
Ante a situação incômoda a Associação dos Magistrados dos Mineiros (Amagis) veio a público nesta terça-feira (31) manifestar o seu protesto.
"A inédita medida implica atraso no pagamento de vencimentos e quebra, sem precedentes, da normalidade e estabilidade administrativa no Tribunal, afetando magistrados e servidores", afirmou o presidente da entidade, desembargador Maurício Soares.
No mês passado, segundo ele, a Amagis já havia manifestado a sua preocupação com essa situação em carta dirigida ao presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Herbert Carneiro.
"Aguardamos, para esta quarta-feira (1), solução imediata para o equacionamento da incomum ocorrência antes da adoção de outras providências que o caso requer", afirmou Soares.
FONTE: R7 NOTÍCIAS - Jornalista: Helcio Zolini




O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon