Mobilização pelo reajuste salarial e retorno do pagamento no 5º dia útil se encerra sem muitas expectativas

Ocorreu ontem (13/09), mais uma mobilização dos servidores da segurança pública pelo reajuste da perda inflacionária dos últimos dois anos e o retorno do pagamento no 5º dia útil.

A manifestação que se inciou pro volta de 14h, na Praça da Liberdade se deslocou pelas Avenidas Bias Fortes e Álvares Cabral até a Praça da Assembleia e contou com a participação de aproximadamente 400 servidores, a maioria policiais militares inativos.

Após os discursos do Deputado Sargento Rodrigues e de alguns presidentes de entidades de classe, como ASCOBOM, CSCS e SINDPOL, o movimento se encerrou sem maiores expectativas quanto à sua finalidade.

Mais uma vez o movimento foi enfraquecido pela pouca capacidade de mobilização dos organizadores e divergências políticas. Várias entidades de classe ficaram de fora e sequer foram convidados, como a CUME, AMEM, APNM, ISCRAT, APROSCOM, ASSPNOR, entre outras, além de parlamentares como O Deputado Cabo Júlio e o Vereador Cabo Zanola. Os militares da ativa também não aderiram o movimento.

A última grande mobilização da classe ocorreu no dia 19/12/2016, quando o então Comandante Geral da Polícia Militar, Cel Bianchini, convocou a tropa para protestar contra a PLC 257/2016 que tratava da reforma da previdência e incluía os militares. Na ocasião estiveram presentes na manifestação aproximadamente 15 mil militares, sendo a maioria de servidores da ativa, inclusive caravanas do interior.

Confira as fotos da mobilização:











Parceria Citerol X Blog Polícia PELA ORDEM