Excesso de candidatos e baixa articulação política retira militares da Câmara Municipal

O excesso de "bons" candidatos e a baixa articulação política podem ter sido os fatores que retiraram a representatividade dos militares das cadeiras da Câmara Municipal de Belo Horizonte. Nos próximos 4 anos Belo Horizonte não terá representantes militares na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Até esse ano (2016), os militares possuíam duas cadeiras na Câmara Municipal, uma ocupada pelo Coronel Piccinini e outra ocupada pelo Sub Tenente Vilmo Gomes.

Com a pulverização de votos, os militares não conseguiram uma votação expressiva para reeleger um dos atuais vereadores ou mesmo inserir um nome nome na carreira política municipal.

Quanto ao representante militar para assumir a Prefeitura de Belo Horizonte, a votação também foi pouco expressiva, com apenas 34.088 (trinta e quatro mil e oitenta e oito) votos, o atual Deputado Estadual Sargento Rodrigues ficou na nona posição entre os onze candidatos que disputaram a prefeitura, com apenas 2,88% dos votos válidos.

Talvez se houvesse uma maior "articulação política" da Classe Militar poderíamos ter colocado ao menos dois representantes na Câmara Municipal de Belo Horizonte. Precisamos nos mobilizar para melhorar nossa articulação política, estabelecendo estratégias para termos representantes em todos os Poderes (que tenham cargos eletivos) e aumentar nossa força política! As Entidades de Classe poderiam assumir esse papel! Não  para lançar candidatos próprios, mas apoiando candidatos escolhidos pelos próprios militares, em assembleias das Entidades. 

Porém, nem tudo está perdido!

Eleito para assumir o cargo de Prefeito da Cidade de Sabará, o Deputado Estadual Wander Borges deixará a cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais para o então vereador Coronel Piccinini que é o 1º suplente do PSB.

Dessa forma, em 2017 teremos três representantes militares na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o que aumenta a representatividade no poder legislativo estadual.

Confira os 5 candidatos militares mais bem votados nas Eleições para vereador de BH:

1º lugar - Coronel Piccinini do PSB, com 7.294 votos;
2º lugar - Vilmo Gomes (Sub Tenente) do PSB, com 5.044 votos;
3º lugar - Coronel Alberto Luiz do Democratas, com 3.260 votos;
4º lugar - Capitão Leopoldo do PSD, com 2.899 votos;
5º lugar - Sargento Lobão do Democratas, com 2.574 votos.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon