Manifestação contra o parcelamento de salários reune aproximadamente 600 militares na ALMG

A manifestação contra o parcelamento dos salários dos servidores da segurança pública (Policiais Militares, Civis, Bombeiros e Agentes Prisionais), reuniu aproximadamente 600 pessoas na Praça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a maioria militares da reserva e reformados (cerca de 95%) .

Após os discursos dos deputados, dos presidentes das principais entidades de classe e de possíveis candidatos na próxima eleição, os manifestantes seguiram em caminhada até a Praça da Liberdade, onde houve um ato em memoria dos agentes de segurança que morreram este ano. Ao toque de corneta os manifestantes fizerem um minuto de silêncio.

Os organizadores lamentaram a baixa adesão da tropa da Polícia Militar e dos Bombeiros, pois aguardavam mais de 10 mil militares. Mesmo com a baixa adesão ao movimento os organizadores marcaram nova data para continuar lutando pelo fim do parcelamento dos salários, sendo a próxima manifestação marcada para o dia 04 de maio às 13 horas na Praça da Assembleia.

Confira como foi a manifestação:








O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon