Minas Gerais ganha Plano Integrado de Enfrentamento à Violência

Plano contém ações de cooperação institucional e integração dos órgãos de segurança pública




A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), em parceria com a Polícia Militar e a Polícia Civil, lançou, nesta quinta-feira, o Plano Integrado de Enfrentamento à Violência em Minas Gerais. O documento reúne ações, novos métodos e obras estratégicas para a segurança pública, com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade no estado.

Estão previstas obras de criação de Centros de Prevenção à Criminalidade e do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), Central de Recepção de Flagrantes e o novo o prédio da Perícia Criminal. Para a execução do plano, serão investidos cerca de R$ 225 milhões.

Uma das ações do plano é a formalização de um termo de cooperação com o Ministério Público e o Poder Judiciário para a realização de ações conjuntas e permanentes, considerada um marco histórico para o Sistema de Defesa Social.

Nesta semana, como resultado do início desta parceria, foi criado o Comitê Interinstitucionalde Monitoramento e Repressão de Crimes Violentos, que prevê o acompanhamento diário da violência no Estado e a proposição de estratégias para a repressão de novas modalidades de crimes, como explosão de caixas eletrônicos.

A partir de junho, também serão realizadas reuniões integradas nas 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) localizadas no interior do Estado, com o objetivo de diagnosticar e definir ações regionalizadas de combate à criminalidade.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon