Militar da ativa que contrai doença tem direito à reforma

     Sim, é exatamente isso.
 
     Seja temporário ou de carreira, o militar que contrai doença durante o serviço militar ativo tem direito à reforma. 
     São poucos os militares que, efetivamente, conhecem seus direitos. O que se vê com frequencia é que dedicam sua vida pela pátria e, durante o serviço militar ativo, são acometidos por uma doença de difícil controle, e que depende de tratamento médico especializado.
Cegueira, esquizofrenia, hérnia de disco, transtorno bipolar, hanseníase, HIV, são alguns exemplos de doenças que tem acometido grande parte dos militares das Forças Armadas, e se manifestam, muitas vezes, sem a ocorrência de acidente durante o serviço.
 
     Isso tem motivado a desincorporação e o licenciamento de militares, desamparando-os por completo, privando-os do soldo e do tratamento médico a que tinham direito enquanto na ativa, sob a justificativa de que a patologia não guarda nexo de causalidade com o serviço militar. 

Colaboração: Drª Elen Campos


Celebrando a parceria com a Citerol, sortearemos 1 conjunto do B1 entre nossos visitantes Policiais Militares. Para participar bastar preencher as informações abaixo!

* todos os campos são obrigatórios