Mano elogia abordagem da polícia e não cita bafômetro em nota oficial

Em nota oficial, treinador admite ter esquecido a carteira de habilitação em outro carro. Secretaria de Governo revela negativa na realização do teste

Por GLOBOESPORTE.COMRio de Janeiro
O técnico Mano Menezes esclareceu na manhã desta quarta-feira as informações de que havia sido parado em uma blitz da Lei Seca. O comandante da Seleção Brasileira elogiou a abordagem da polícia, que aconteceu em frente à sede do Flamengo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, e admitiu que estava sem a carteira de motorista, mas em nenhum momento citou o fato de ter se recusado a realizar o teste do bafômetro. A nota oficial foi divulgada pela assessoria do treinador, que estava retornando para casa após um encontro com amigos.
- Na noite desta terça-feira, fui abordado numa blitz no bairro da Gávea (Rio de Janeiro), enquanto retornava de um encontro com amigos, na companhia de minha esposa. Por estar sem a Carteira Nacional de Habilitação, sofri sanções administrativas na forma de multa e perda de pontos na carteira. O documento original estava em outro automóvel. Após apresentar a cópia do documento e um condutor habilitado, meu carro foi liberado. Acima de tudo, quero ressaltar que apoio a conduta dos policiais e agentes que me abordaram na noite de ontem e concordo com as sanções estabelecidas pela lei - afirmou Mano.
De acordo com a nota oficial divulgada pela Secretaria de Governo, o treinador estava sem a carteira de habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Por conta disso, Mano foi multado em R$ 957,70 e perdeu sete pontos na CNH.
Para ter o carro liberado, a esposa de Mano Menezes precisou ir até sua residência, na Barra da Tijuca, para buscar a carteira e uma pessoa habilitada para que o veículo não fosse apreendido na blitz. Por ter apresentado uma cópia da CNH, o treinador não teve o documento original apreendido.
Em contato do GLOBOESPORTE.COM, o coordenador da Lei Seca, major Marco Andrade, confirmou a notícia na manhã desta quarta-feira. De acordo com o policial, a carteira de Mano Menezes ficará "retida" no sistema de dados do Detran. O comandante da Seleção precisará resolver a pendência junto ao órgão.
Confira abaixo a íntegra da nota oficial da Secretaria de Governo:
O técnico Mano Menezes foi abordado por agentes da Operação Lei Seca, da Secretaria de Estado de Governo, por volta da meia-noite desta quarta-feira (28/01), durante blitz na Avenida Ministro Raul Machado, em frente à sede do Flamengo, na Gávea. Ele se recusou a fazer o teste do etilômetro, sofrendo as seguintes sanções administrativas: multa de R$ 957,70 e perda de 7 pontos na carteira. Mano estava sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A cópia do documento foi levada ao local pela mulher do técnico. O carro dele foi liberado após um condutor habilitado ter sido apresentado.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon