Rodoviários de Belo Horizonte decidem pelo estado de greve

Paralisação vai depender das negociações com o sindicato patronal, que ocorrem até quinta-feira

Cristiane Silva - Estado de Minas

Motoristas e cobradores da Grande BH decidiram entrar em estado de greve durante uma assembleia ocorrida na manhã desta terça-feira, no Centro de Belo Horizonte, que contou com a participação de 500 trabalhadores. 

De acordo com o diretor e coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte (STTRBH), Júlio Barbosa, uma possível paralisação já na próxima segunda-feira vai depender do resultado das negociações com o sindicato patronal. Serão duas rodadas marcadas para quarta e quinta-feira na sede da Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Minas Gerais, no Bairro Prado, na Região Oeste da capital. 

Segundo Barbosa, a proposta de reajuste salarial de 6% por parte das empresas não agradou os rodoviários. Os trabalhadores reivindicam redução da jornada para 6 horas, reposição das perdas salariais dos últimos 5 anos, talão de ticket de alimentação no valor de R$ 30, fim da compensação de horas e melhorias nas funções de trabalho. 

Ainda de acordo com o diretor do sindicato dos rodoviários, haverá uma nova assembleia às 16h desta terça e, caso o número de participantes seja superior ao registrado durante a reunião desta manhã, os trabalhadores devem sair em passeata em direção à Prefeitura de Belo Horizonte, na Avenida Afonso Pena, o que pode prejudicar o trânsito.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon