Polícia prende 13 suspeitos de integrar quadrilha de agiotas no Rio

iG Rio de Janeiro
A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta terça-feira (28) 13 pessoas suspeitas de integrarem uma quadrilha de agiotas que agia na região metropolitana fluminense, principalmente nos municípios de Rio Bonito, Itaboraí e São Gonçalo.
Escutas telefônicas feitas durante a investigação flagraram integrantes do bando fazendo ameaças até mesmo pessoas que não contraíam empréstimos com o grupo.
Em uma das conversas captadas, um suspeito liga para a casa de uma mulher conhecida de uma cliente que fez um empréstimo mas não pagou e faz a cobrança.
Na interceptação, o criminoso afirmou que a pessoa deu o endereço e o telefone da mulher após contrair a dívida e que, por causa disso, a casa dela ficaria marcada por uma águia (símbolo da quadrilha).
"A pessoa pega o dinheiro sete anos e depois não quer pagar. Se eu (o suspeito) fosse a senhora (no caso, a mulher) dava uma passada na casa dela (da cliente que fez o empréstimo) para não sofrer nada. De repente, a senhora tem pai, mãe, filho, marido, esposo ou criança dentro de casa...", disse o suspeito para a mulher.
Segundo reportagem do site do jornal "O Dia", a quadrilha de agiotas faturava em torno de R$ 500 mil mensais, segundo informações do delegado Wellington Pereira Vieira, que comanda as investigações.
Uma grávida de quatro meses era utilizada como "laranja", alugando uma conta bancária aberta em seu nome. Segundo o delegado ela receberia R$ 50 a cada R$ 300 depositados na conta pelos agiotas. Diariamente, eram depositados em média R$ 7 mil na conta
Na ação, os agentes apreenderam três carros, vários documentos, dinheiro, notas promissórias, além de cheques.
De acordo com o delegado Wellington Pereira Vieira, as investigações tiveram início em novembro último e identificaram várias pessoas envolvidas nesse tipo de crime.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon