Pelo menos cinco pessoas são assassinadas na Grande BH

Deste triste saldo, duas vítimas seriam menores de 18 anos


Segunda-feira de Carnaval violenta na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Desde a meia-noite já foram registrados cinco mortes, sendo que duas das vítimas são menores. No início da madrugada, uma jovem de aparentemente 16 anos foi morta com seis tiros, na BR-040, próximo ao km 26. De acordo com a Polícia Militar, a adolescente foi atingida com dois tiros nas costas, dois na nuca, um no olho esquerdo e outro que pegou de raspão no pescoço.

A polícia ainda não tem informações sobre a identidade da jovem, mas um soldado que participou da ocorrência conta que fez contato com a possível mãe da vítima. De acordo com o PM, a descrição feita por telefone confere com a fisionomia da jovem. Ela se chamaria Amanda e teraim 16 anos, sendo moradora do bairro Lindéia.

Os policiais ficaram surpresos com a frieza da senhora, que no outro lado da linha, não se mostrou espantada com o fato da possível vítima ser sua filha. “Não sei dizer com que roupas ela saiu, pois já tem dois dias que ela não aparece em casa. Ela é assim, sempre some e depois volta”, teria dito a mulher ao policial militar.

Acerto de contas
A policia acredita que o crime seja um acerto de contas, pois de acordo com as informações preliminares, a jovem teria envolvimento com o tráfico de drogas. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), no Bairro Gameleira, em Belo Horizonte. “Tudo indica que ela caiu em uma tocaia, pois ela tinha um capacete. Parece que ela teria sido convidada para ir para o Carnaval em Bonfim e, no meio do trajeto, foi executada”, explica um dos militares que esteve no local do crime.

Outras ocorrências
No bairro Petrovale, em Ibirité, um menor de 14 anos foi morto a tiros. Policiais Militares do 33º BMP e peritos da Polícia Civil estiveram no local, mas ainda não há informações sobre quem teria feito os disparos.

Já na divisa entre Belo Horizonte e Nova Lima, próximo ao “Seis Pisas” no bairro Belvedere, militares do 22º BPM encontraram o corpo de uma mulher, com indícios de agressão física. De acordo com a PM, um ciclista que fazia trilha nas proximidades foi quem teria encontrado o cadáver que apresentava estado avançado de decomposição.

A mulher estava nua e suas roupas espalhadas próximos do corpo. Uma carteira foi encontrada com cerca de R$ 100, mas não havia nenhum documento que poderia indicar a identidade da vítima.

No bairro Jaqueline, policiais do 13º BPM foram acionados após um homem, que ainda não teve sua identidade confirmada, ter sido morto a tiros na rua Aparaná, no início da tarde. Peritos da Polícia Civil estiveram no local e o corpo foi levado ao IML da Gameleira.

Em Ribeirão das Neves, na Grande BH, um homem foi morto aparentemente a pedradas, como aponta os policiais do 40º BMP. De acordo com a PM, a vítima se chamava Robson dos Santos Pereira e tinha 20 anos. Os policiais contaram que, por volta das 14 horas, duas crianças que brincavam em um lote, na rua Flamboyants, no bairro Verônica, encontraram o cadáver. O corpo do jovem foi levado para o Instituto Médico Legal.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon