Dez anos de prisão para estudante que agrediu professora com golpes de cadeira

Ela teve os dois braços fraturados e dentes quebrados, além de ferimentos no rosto. 
Denunciado por tentativa de homicídio, Rafael Soares Ferreira, atuais 26 de idade, foi condenado ontem (5) a dez anos e seis meses de reclusão, em regime inicial fechado, pela tentativa de homicídio triplamente qualificado da professora Jane de Leon Antunes, 57 de idade, em novembro de 2010.
O julgamento pelo Tribunal do Júri de Porto Alegre foi presidido pelo juiz Volnei dos Santos Coelho.
Conforme denúncia do Ministério Público, no dia 9 de novembro de 2010 o réu, estudante de um curso de técnico em enfermagem na Escola Factum agrediu a vítima a cadeiradas e socos, por estar insatisfeito com uma nota baixa. Rafael também era instrutor de jiu jitsu
A Promotoria afirmou que o jovem não conseguiu matar a vítima somente porque ela se protegeu com os braços e por ter sido impedido por terceiros. O MP ainda denunciou o estudante por lesões corporais contra uma segunda vítima - um segurança da escola que tentou deter o agressor em fuga - mas o réu foi absolvido desse crime.
Pela tentativa de homicídio da professora, foram consideradas como qualificadoras "o motivo fútil, o meio cruel e os recursos que dificultaram a defesa da vítima".
Rafael, que respondeu ao processo recolhido na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC), não poderá apelar em liberdade. (Proc. nº 00121001214925 - com informações do TJRS).
Fonte: Jusbrasil


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon