Objetivo de 'Festa Gótica' realizada no cemitério era sexo, diz delegado


Onze pessoas foram presas e nove menores foram apreendidos, em Curitiba.
"Era uma festa completamente anormal, num local anormal”, disse o policial.

Fernando CastroDo G1 PR
Estátuas, vasos, enfeites e túmulos foram danificados (Foto: Reprodução RPC TV)Estátuas, vasos, enfeites e túmulos foram
danificados (Foto: Reprodução RPC TV)
Para o delegado responsável pela investigação da "Festa Gótica" realizada no Cemitério Municipal de Curitiba, Francisco Caricatti, o objetivo dos participantes do evento era a proposta de sexo. "Era uma festa completamente anormal, num local anormal”, afirmou o policial.
Onze pessoas foram presas e nove adolescentes apreendidos após serem surpreendidos em meio a uma festa dentro do cemitério, na madrugada deste domingo (4). Segundo o Boletim de Ocorrência registrado, eles faziam uso de bebidas alcoolicas. A Prefeitura de Curitiba informou que os menores cujas famílias foram localizadas foram entregues. Os demais foram encaminhados à Fundação de Ação Social.
Não foi a primeira vez que uma ‘Festa Gótica’, como a flagrada pela Guarda Municipal ocorreu no cemitério. De acordo com o delegado, é constante a invasão do local para esse tipo de evento.

Apesar de haver sexo envolvido na festa, o delegado descarta a hipótese de crime sexual. “Atentado ocorre quando há violência física ou presumida. No caso de violência presumida não se constatou nenhuma pessoa menor de 14 anos”, disse Caricatti. Ele também contou que nenhuma das mulheres que participaram relatou ter sido violentada.
Dano ao patrimônio
Oito homens e três mulheres foram presos, mas mais de 80 participaram da 'Festa Gótica' (Foto: Reprodução RPC TV)Oito homens e três mulheres foram presos, mas
mais de 80 participaram da 'Festa Gótica' (Foto:
Reprodução RPC TV)
Segundo Caricatti, as mais de 80 pessoas que participaram do evento entraram por um portão, que foi danificado. Além da entrada, vasos, enfeites, estátuas e túmulos também foram estragados. Os presos responderão por dano patrimônio público, e ainda será verificada a hipótese de violação de túmulos, que seria outro crime, de acordo com Caricatti.
A fiança foi estabelecida em R$ 2 mil. Segundo o delegado, o valor é estabelecido de acordo com a natureza e as consequências do crime, o antecedente dos autuados, e a condição financeira. “Era um grupo de pessoas muito seleto pelo que a gente vê”, disse Caricatti.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon