Destaques do Jornal Estado de Minas

Cartões-postais de Minas estão ameaçados pelos incêndiosFogo consome vegetação no entorno da Praça do Papa e ameaça mansões na Zona Sul da capital. No Caraça, chamas derrotam bombeiros e brigadistas, deixando santuário isolado


Colunas de fumaça se erguem a partir dos picos da área de preservação há 12 dias (Jackson Romanelli/EM/D.A Press)
Colunas de fumaça se erguem a partir dos picos da área de preservação há 12 dias
Quem procurou avistar um belo horizonte ontem, na capital, encontrou uma névoa cinza. O céu da cidade foi tomado por uma nuvem de fumaça e de partículas de poeira provocada pelo tempo seco, com umidade relativa do ar em torno de 17%, e pela fumaça de focos de queimadas registradas em vários pontos. Entre as mais graves ocorrências atendidas pelo Corpo de Bombeiros, uma pôs em risco importante área de proteção ambiental, a Serra do Curral, no Bairro Mangabeiras, Região Centro-Sul. O fogo começou por volta das 12h30 em uma área particular vizinha à serra, a poucos metros da Praça do Papa, e ameaçou pelo menos três imóveis de alto padrão. Até o início da noite, as chamas ainda desafiavam militares. Moradores ajudaram no combate ao incêndio e com suas mangueiras tentavam a apagar os focos mais próximos da rua. O combate desigual é travado também em outro cartão-postal do estado: o Santuário do Caraça, reserva que há 13 dias arde em chamas e onde o abastecimento de água e o turismo já foram comprometidos.

Falsa bomba mobiliza polícia na SavassiGate constatou que o cilindro encontrado na Cristóvão Colombo era um "simulacro de artefato"

Publicação: 12/09/2011 08:12 Atualização: 12/09/2011 08:25
Uma falsa bomba mobilizou a Polícia Militar (PM) e equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), na manhã desta segunda-feira. De acordo com a PM, testemunhas encontraram um cilindro suspeito abandonado na Avenida Cristóvão Colombo, entre as ruas Santa Rita Durão e Inconfidentes, na Savassi, Região Centro-Sul de Belo Horizonte . 

Ainda de acordo com a polícia, por volta de 6h, o objeto estava em frente ao Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas). Porém, não foi comprovado que o cilindro era explosivo. Segundo o Gate, foi constatado um “simulacro de artefato” no local da ocorrência. 

Na sexta-feira uma mala encontrada na Rua Santa Rita Durão também levantou suspeitas. A bolsa foi abandonada dentro do Consulado da Síria, mas ficou comprovado que era apenas uma maleta de dentista.


Homem coloca fogo na ex-mulher em ItaúnaA vítima teve 50% do corpo queimado e foi transferida para o Hospital João XXIII em BH

Publicação: 12/09/2011 07:35 Atualização: 12/09/2011 07:41
A Polícia Militar de Itaúna, na Região Centro-Oeste de Minas, procura pelo homem que ateou fogo na ex-mulher, na madrugada desta segunda-feira, no Bairro Santa Edwiges. De acordo com a PM, vizinhos escutaram o casal discutindo e, em seguida, ouviram os gritos da mulher.

Carlos Alberto Guimarães, de 45 anos, jogou álcool no corpo da vítima e ateou fogo. Segundo os militares, as chamas atingiram os braços, o tórax e a cabeça da mulher, que teve 50% do corpo queimado.

Fernanda Ferreira dos Santos, de 30 anos, foi socorrida para o hospital da cidade e, como estado de saúde dela era grave, foi transferida para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon