Suspeitos de participar de morte de delegado são presos em São Paulo


Dupla teria ligação com o assassinato do policial Leonardo Soares, ocorrido em julho

Estado de Minas

A Polícia Civil prendeu duas pessoas, em Diadema (SP), na tarde desta quarta-feira, suspeitas de participar do assassinato do delegado Leonardo Mendonça Ribeiro Soares, em 21 julho deste ano. Nesta manhã, uma equipe do Grupo de Combate a Facções Criminosas do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) prendeu Raybanne Batista Justino e Dafiny Cristina da Silva Cruz suspeitos de estarem envolvidos no crime. Eles estavam com maconha e cocaína.

O terceiro suspeito já havia sido preso nessa terça-feira na Rua Gisele, no Jardim Miriam, o pintor Cícero Ramon Batista Justino, de 27 anos. A primeira prisão aconteceu cinco dias depois da morte do delegado. A equipe da GCF deteve Wellington Ferreira da Silva no Jardim Campanário, em Diadema.

A equipe aprendeu maconha, cocaína, uma granada e uma pistola .40. A arma pertence à Polícia Civil da Bahia. Segundo o delegado Márcio Martins Mathias, do GCF, os três homens admitem que estavam no local onde o Ribeiro Soares foi morto. Mas apontam Antônio Hélio Gomes de Almeida, o Baiano, como autor do crime.


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon