PEC 300 PODE SOLUCIONAR A SITUAÇÃO DOS POLICIAIS DO PI E DE TODO O BRASIL


Força Nacional atua no Piauí após paralisação de policiais
Agentes da Força Nacional de Segurança foram enviados para Teresina (PI) depois que, em protesto por melhores condições de trabalho, policiais militares e bombeiros pararam de atuar nas ruas do Estado, há cinco dias.
Como a legislação não permite que façam greve, os policiais estão comparecendo aos quartéis, mas se recusam a sair enquanto não houver melhorias nas condições de trabalho.
Os bombeiros atendem apenas às ocorrências mais graves, com risco de morte.
Os 130 policiais da Força Nacional chegaram à capital do Estado no sábado (13) e estão fazendo patrulhamento nas ruas. De acordo com o governo do Estado, foram solicitados cerca de mil homens ao Ministério da Justiça. O governo avalia a necessidade de pedir o envio de mais agentes.
Os representantes do movimento afirmam que cerca de 95% do efetivo de PMs e bombeiros, cerca de 6.000 militares, estão parados. Para o governo, são cerca de 2.000 agentes fora das ruas.Segundo os militares, o movimento reivindica reajuste salarial, fornecimento de equipamentos de segurança e regularização da situação dos carros dos PMs e dos bombeiros, entre outras coisas.


O governo do Estado diz que a categoria já recebeu reajuste salarial maior do que o do resto dos servidores. Afirma ainda que coletes à prova de bala já foram encomendados e que a situação dos carros está sendo regularizada.No sábado, uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado considerou o movimento ilegal.

Os militares recorreram.
Fonte: Site do Coronel Ricardo Jacob


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon