Tolerância zero contra embriaguez no trânsito leva mais 23 motoristas a perderem CNH

A promessa de tolerância zero contra quem insiste em dirigir sob efeito de bebida alcoólica segue mantida na capital mineira. Entre o fim da noite desse sábado e a madrugada deste domingo, 23 motoristas tiveram o direito de dirigir suspenso por um ano, além de serem obrigados a pagar multa no valor de R$ 957,70. O número de autuações superou o da madrugada anterior, quando 19 motoristas foram flagrados dirigindo sob o efeito de álcool.


De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), nas blitzes desta madrugada foram abordados 189 veículos. Além dos 23 motoristas que tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida, foram registrados sete crimes de trânsito. Responde por crime de trânsito aquele condutor que tiver 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido. Quem apresenta índice de alcoolemia entre 0,14 e 0,33 é autuado, perde a carteira e paga a multa, mas não responde criminalmente.

Quem se recusa a soprar o bafômetro, mas apresenta qualquer indício de embriaguez como olhos vermelhos, andar cambaleante, fala desconexa e hálito etílico é enquadrado na Lei Seca. É esta a forma que a Seds encontrou de para determinar a tolerância zero.

As blitzes deste domingo foram realizadas na avenida Assis Chateubriand, no Bairro Floresta, na Rua Fernandes Tourinho, na Savassi, na Avenida Isabel Bueno, no Jaraguá, e na Rua Ministro Guilhermino de Oliveira, que dá acesso ao Bairro Santa Mônica.
Lançada no dia 14 de julho, a campanha "Sou pela vida, dirijo sem bebida", promovida pela Seds, reestreou as blitzes da Lei Seca, que entrou em vigor há três anos. O objetivo de reduzir as mortes e os acidentes de trânsito decorrentes da combinação álcool e volante. 

Semanalmente, principalmente entre quarta-feira e sábado, várias blitzes estão sendo montadas em pontos estratégicos de Belo Horizonte, principalmente nas áreas que concentram o maior número de bares e casas noturnas. Além do caráter repressico, a campanha visa conscientizar os motoristas sobre os riscos de se aventurar a dirigir quando alcoolizado. Para isso, cadeirantes vítimas de acidentes de trânsito em que o condutor dirigia embriagado participam de algumas blitzes.



Fonte: Site do Jornal Estado de Minas


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon