Draco faz operação para prender integrantes de milícia de Jacarepaguá

Os agentes num endereço em Copacabana Foto: Fernando Quevedo / O Globo

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco/IE) desencadeou, no início da manhã desta quarta-feira, uma operação para o cumprir 16 mandados de prisão por quadrilha armada e 35 de busca e apreensão contra integrantes de uma quadrilha de milicianos que age na Taquara, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Entre os chefes do grupo há um delegado de Polícia Federal aposentado, que já está preso. São também procurados um comissário da Polícia Civil, um soldado da Polícia Militar, um Guarda Municipal, dois militares da Aeronáutica e dois advogados.

A operação é feita em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, com apoio da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança (SSINTE) e da Polícia Civil. Também colaboram a Corregedoria Geral Unificada (CGU) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RJ). Ao todo, cerca de 120 policiais participam da operação. Os agentes estão em Copacabana, no Recreio dos Bandeirantes, na Taquara, em Santa Cruz, em Campo Grande e em Marechal Hermes. Até agora, oito pessoas foram presas.

De acordo com as investigações, o grupo atua desde 1998 nas localidades da Pedra Branca, Santa Maria, Pau da Fome, Estrada dos Teixeiras, Estrada do Rio Pequeno e Estrada do Rio Grande. Entre as atividades da quadrilha estão: grilagem de terras;exploração de serviços como fornecimento de gás, sinal de tv a cabo, sinal de internet e transporte alternativo; agiotagem; cobrança de taxa por segurança, além de suspeita de homicídio e extorsão.

Fonte: Jornal Extra do Rio de Janeiro


O formulário para comentários é publico, portanto seu conteúdo é de responsabilidade daqueles que postam. Os comentários aqui postados serão, assim que publicados, avaliados pelo administrador e se constatado de conteúdo impróprio ou que ofenda a moralidade ou os bons costumes será excluído.
Att,
Polícia PELA ORDEM

Emoticon